Protocolos de avaliação utilizados por nossa clínica

Sobre os nossos protocolos de avaliação

Quando conversamos com a família de uma pessoa com suspeita de Transtorno do Espectro Autista, Deficiência Intelectual, Atrasos no Desenvolvimento, Transtornos comportamentais que ocorrem em ambiente escolar e Distúrbios Escolares, levantamos algumas informações iniciais que nos permitem escolher um ou mais protocolos de avaliação adequados para a criança ou adolescente.

Depois desta profunda avaliação individualizada, poderemos fechar o seu diagnóstico. 

Alguns exemplos de protocolos de avaliação utilizados por nossa clínica:

  • Instrumento ADOS-2 (Protocolo de Observação para Diagnóstico de Autismo): para o  diagnóstico de TEA a partir de 12 meses.

  • Instrumento ADI-R (Entrevista Diagnóstica para Autismo Revisada): para o diagnóstico de TEA a partir de 18 meses de idade mental.

  • ​Escala CARS-2 (Escala de Pontuação do Autismo na Infância): para o diagnóstico de TEA em crianças  e adolescente de 2 a 17 anos.​

 

  • Escala M-CHAT-R/F (Escala para Rastreamento de Autismo Revisada): instrumento de rastreamento precoce do  TEA, em  crianças de 16 a 30 meses.  

  • Escala de avaliação de Traços Autísticos (ATA): crianças  e adolescente de 2 a 17 anos.

  • Escala de Responsabilidade Social, Segunda Edição (SRS-2): Identifica a presença e a gravidade do comprometimento social dentro do TEA e o diferencia do que ocorre em outros transtornos. Idade: 2 anos e 5 meses até a idade adulta.

  • Inventário de Comportamentos Autísticos (ICA ou ABC): instrumento de triagem de TEA em pessoas com Deficiência Intelectual (crianças a partir de 2 anos). É usado no inicio do diagnóstico e lista comportamentos atípicos.

  •  ATEC (Autism Treatment Evaluation Checklist): é um questionário para ser respondido pelos pais, para que eles acompanhem as mudanças dentro da evolução dos sintomas apresentados pelas pessoas com TEA, tornando-a útil no rastreamento da eficácia de um tratamento. Da mesma forma, para os pais, pode sinalizar se um determinado tratamento está apresentando resultados satisfatórios. 

  • ​Sistema PROTEA-R -NV de avaliação de suspeita TEA (Transtorno do Espectro Autista) e outros Transtornos da comunicação (Crianças em torno de 24 a 60 meses de idade, especialmente àquelas não verbais).

  • Questionário de Comunicação Social (SCQ): instrumento de avaliação de suspeita de TEA à partir de 4 anos. 

  •  Escala Bayley III de Desenvolvimento do Bebê e da Criança Pequena (Crianças de 16 dias a 42 meses). 

 

  • Teste de Triagem de Desenvolvimento Infantil Denver II (Crianças de zero a 6 anos).

  • A Pesquisa de Bem-Estar de Crianças Jovens - versão brasileira (SWYC-BR): é um instrumento para triagem de alterações do desenvolvimento e do comportamento em crianças  de 1 mês a  65 meses e 31 dias de idade.

  • Questionário sobre Idades e Estágios, 3ª Edição (ASQ-3: "Ages and Stages Questionnaires"): Trata-se de um conjunto de 20 escalas para crianças de diferentes idades cobrindo o intervalo etário de 1 mês a 5 anos e meio. Cada escala avalia o desenvolvimento da criança ao longo de cinco domínios: Comunicação, Coordenação Motora Ampla, Coordenação Motora Fina, Resolução de Problemas e Pessoal/Social.

  • Inventário Dimensional de Avaliação de Desenvolvimento Infantil (IDADI); crianças de 4 a 72 meses.

  • Escala de Comportamentos Adaptativos Víneland-3: avalia o comportamento adaptativo do nascimento até a vida adulta (90 anos).

 

  • Avaliação Pediátrica de Incapacidade (PEDI): é um instrumento de avaliação infantil que informa sobre o desempenho funcional da criança. É um questionário estruturado respondido pelo cuidador em forma de entrevista, e que nos informa sobre o desempenho da criança nas Habilidades Funcionais (áreas de Autocuidado, Mobilidade e Função social), bem  como sobre a quantidade de ajuda fornecida pelo cuidador e sobre as modificações do ambiente físico doméstico, utilizadas na rotina diária da criança. Faixa etária: 6 meses a 7 anos e meio. 

  • Perfil Sensorial-2 de Winnie Dunn: conjunto de ferramentas padronizadas para avaliar os padrões de processamento sensorial do bebê, da criança e do adolescente no contexto da vida cotidiana. Público: desde o nascimento até 14 anos e 11 meses.​

  • SNAP-IV: instrumento de triagem de Transtorno de déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) em crianças e adolescentes de 4 a 17 anos e 11 meses. 

  • Escala Vanderbilt TDAH: instrumento de triagem de TDAH em crianças  de 6 a 12 anos.

  • ETDAH - Pais: Escala de avaliação de comportamentos infantojuvenis no TDAH em ambiente familiar - Versão para pais,  para criancas e adolescentes com idades entre 2 e 17 anos. 

  • ETDA - CriAd: Escala de Autoavaliação do TDAH - Versão para crianças e adolescentes com idades entre 6 e 15 anos. 

  • ETDAH-AD - Escala de Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade: Auxilia no processo diagnóstico do TDAH, com a possibilidade de distinguir a apresentação do transtorno, a intensidade e o nível de prejuízo existente (leve, moderado ou grave). Público: Adolescentes e adultos com idade compreendida entre 12 e 87 anos

  • PROC - Protocolo de Observação Comportamental: avaliação de linguagem e aspectos cognitivos infantis. Público: 12  a 48 meses.

  • ADL 2 - Avaliação do Desenvolvimento da Linguagem: Avalia crianças na faixa etária de 1 ano a 6 anos e 11 meses. 

  • CONFIAS - Consciência fonológica: Instrumento de Avaliação Sequencial. 5ª Edição: instrumento para avaliar a consciência fonológica de forma abrangente e sequencial. Faixa etária: a partir de 4 anos de idade.

  • IAR - Instrumento de Avaliação do Repertório Básico para Alfabetização 3ª Edição: instrumento de avaliação do repertório comportamental  no que diz respeito aos pré-requisitos fundamentais da leitura e escrita,  em crianças da faixa etária pré-escolar (5 a 6 anos) e do primeiro ano do ensino fundamental. 

  • TDE II - Teste de Desempenho Escolar 2ª Edição: instrumento de avaliação de leitura, escrita e aritmética para todos os nove anos do Ensino Fundamental.​​

 

  • PROLEC - Prova de Avaliação dos Processos de Leitura. 2ª Edição: avaliar os diferentes processos e subprocessos que interferem na leitura, para identificar os casos de dificuldades em sua aprendizagem e quais os processos responsáveis por essas dificuldades. Pode ser aplicado em escolares do 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental.​​

  • Coruja PROMAT: é um roteiro para a sondagem das habilidades matemáticas nos anos iniciais do ensino fundamental, do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental.

  • Pró-Ortografia: Protocolo de Avaliação da Ortografia para Escolares do 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental. 

  • PROCOMLE: Protocolo de Avaliação da Compreensão de Leitura para escolares do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental.

  • Protocolo de Avaliação de Habilidades Cognitivo-Linguísticas: avalia diferentes aspectos do processo cognitivo-linguístico de crianças em fase de alfabetização, auxiliando na identificação de crianças com desempenho abaixo do esperado em leitura, em relação ao seu grupo-classe.  Público: escolares do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental.

  • Teste da Torre de Londres: instrumento para avaliar planejamento, que é uma das funções executivas. Público: adolescentes 11 a 14 anos.

  • Teste de Trilhas para pré-escolar: instrumento para avaliar funções executivas e a flexibiidade cognitiva. Tanto a parte A quanto a B do teste estão relacionadas às habilidades cognitivas de percepção, atenção e rastreamento visuak, velocidade e rastreamento visuomotor, atenção sustentada e velocidade de processamento. A parte B avalia também a flexibilidade cognitiva. Público: crianças de 4 a 6 anos.

  • Teste de Trilhas - Parte A e B: instrumento para avaliar funções executivas e a flexibiidade cognitiva. Tanto a parte A quanto a B do teste estão relacionadas às habilidades cognitivas de percepção, atenção e rastreamento visuak, velocidade e rastreamento visuomotor, atenção sustentada e velocidade de processamento. A parte B avalia também a flexibilidade cognitiva.  Público: crianças e adolescentes de 6 a 14 anos.

  • Teste de Atenção por Cancelamento: avalia a atenção seletiva. Público: crianças e adolescentes de 5 a 14 anos.

 

  • Protocolo VB-Mapp (Programa de Avaliação e adequação de marcadores de comportamento verbal): avaliação para ver em que ponto a criança com desenvolvimento atípico está em comparação a uma criança de desenvolvimento típico. É indicado para crianças com desenvolvimento compatível  entre zero a 48 meses.

  • Checklist Curriculum do Modelo Denver de Intervenção Precoce Para Crianças Pequenas com Autismo (ESDM): é uma ferramenta de critérios referenciados que fornece as sequências do desenvolvimento das competências numa variedade de domínios do desenvolvimento: comunicação receptiva, comunicação expressiva, competências sensoriais, competências de jogo, competências motoras finas, competências motoras grossas e do comportamento adaptativo. Esta organizada em quatro níveis de competências que correspondem aproximadamente às faixas etárias do desenvolvimento 12-18 meses (nível 1), 18-24 meses (nível 2) e 24-36 meses (nível 3) e 36-48 meses (nível 4). No entanto, esta Checklist Curriculum foi desenvolvida especificamente para crianças com transtorno do espectro autista (TEA) e reflete o perfil típico do desenvolvimento.

  • Manual do Inventário Portage Operacionalizado: consiste em uma listagem de 580 comportamentos de crianças de 0 a 6 anos para as áreas de Desenvolvimento Motor, Linguagem, Cognição, Socialização, Autocuidados e uma área específica para bebês de 0-4 meses denominada de Estimulação Infantil. É um instrumento de avaliação para detectar em que etapa a criança se encontra e planejar as devidas intervenções necessárias.

Rua Dr. Pedro Costa, 483 - 3o. andar, sala 32, Centro, Taubaté - SP

CEP: 12.010-160  -  Tel: (12)-3621.4846 / Celular e whatsApp: (12) 97401. 8970  

E-mail: neurogandolfi@hotmail.com  -  Atendimento secretaria: Segunda a sexta das 9h às 16h

©  2009-2021 por Clínica Neurológica Gandolfi. Todos os direitos reservados.

  • CE28317B-9C74-43D8-8275-87F447147B56_edi
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon