• Clinica NeuroGandolfi

A importância da avaliação neuropsicológica nos bebês!

Atualizado: Jun 17


Avaliação neuropsicológica nos bebês: como assim? Isso é preciso?

➡️Inicialmente, vamos entender seu objetivo: a prática permite detectar alterações neuropsicomotoras (desenvolvimento cognitivo e comportamental) desde o primeiro mês de vida. Além disso, através desta investigação, são observados o comportamento da criança nessa faixa etária; o processo de aquisição da linguagem; e a interação do pequeno com o meio social.


👉Atualmente, existem muitos estudos e dados que comprovam que esse modo de avaliação é eficaz, e permite que nós identifiquemos o desenvolvimento da criança desde muito cedo – uma forma de descobrir preventivamente caso o bebê manifeste alguma dificuldade futura.


❗️Nós, especialistas, temos visto um aumento muito grande de psicopatologias da infância e adolescência (casos de TDAH, déficit de desenvolvimento, autismo, transtorno específico de aprendizagem e depressão, entre outros). E é aí que o acompanhamento precoce se torna importante: permite, justamente, verificar se essa criança tem alguma questão de desenvolvimento que possa se tornar um desses transtornos, para agirmos o quanto antes.


⁉️“E quando essa avaliação é importante?” Ela se torna importante em casos de nascimento prematuro, baixo peso peso ao nascer, distúrbios neonatais, crianças sindrômicas, anóxia perinatal, lesões encefálicas congênitas ou adquiridas, microcefalia, meningomielocele e atraso do desenvolvimento. Pode acontecer, ainda, de problemas não serem detectados durante a gravidez e, por isso, após o nascimento, o estímulo deve ser realizado o quanto antes, para os pequenos não serem prejudicados posteriormente.


👉Ver o desenvolvimento neuropsicomotor é entender, também, o comportamento do bebê: Quanto ele está interagindo? Quanto ele vocaliza? Quanto ele mostra que precisa de uma troca de contato de afeto? É preciso saber se o bebê está disponível! A avaliação é muito mais do que só um teste de escala; ela é de observação do pequeno, mas muito também do bebê dentro da família, da interação com os pais ou cuidadores.


➡️A realização da avaliação neuropsicológica: A investigação tem como objetivo identificar as potenciais dificuldades que o bebê de 0 a 36 meses apresenta, oferecendo a possibilidade para as intervenções terapêuticas necessárias de cada caso. Ou seja, a avaliação possui as seguintes finalidades:

✔️Acompanhamento do desenvolvimento geral do bebê, para direcionar e auxiliar os pais a identificar as características cognitivas, afetivas, de linguagem e psicomotoras;

✔️Orientar pais e responsáveis sobre as atividades de estimulação e enriquecimento adequado para o ótimo desenvolvimento;

✔️Atendimento de prevenção para atrasos no desenvolvimento de bebês que são prematuros, baixo-peso ao nascimento, com alterações neurológicas, genéticas, entre outras.


👶🏻Portanto, pais e cuidadores não devem temer buscar uma avaliação neuropsicológica para seu #bebê, ao contrário: trata-se de um ato de cuidado e amor que pode ajudá-lo a ter, depois, uma vida tranquila e um desenvolvimento saudável!


Renata Böhme Golasqui

Psicóloga - Neuropsicóloga - Psicopedagoga

Acompanhante Terapêutico Escolar Aplicador ABA

Intervenção precoce baseada em tecnologias de ensino naturalístico

CRP: 06/83800

Rua Dr. Pedro Costa, 483 - 3o. andar, sala 32, Centro, Taubaté - SP

CEP: 12.010-160  -  Tel: (12)-3621.4846 / Celular e whatsApp: (12) 97401. 8970  

E-mail: neurogandolfi@hotmail.com  -  Atendimento secretaria: Segunda a sexta das 9h às 16h

©  2020 por Clínica Neurológica Gandolfi.

  • CE28317B-9C74-43D8-8275-87F447147B56_edi
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon