top of page
  • Foto do escritorClinica NeuroGandolfi

Gastrostomia em Crianças com Transtornos Neuromusculares e Atraso Motor: Promovendo Saúde e Desenvolvimento Integral



Gastrostomia em Crianças com Transtornos Neuromusculares e Atraso Motor: Promovendo Saúde e Desenvolvimento Integral

A gastrostomia desempenha um papel crucial na promoção da saúde e bem-estar de crianças e adolescentes que enfrentam transtornos neuromusculares e atraso motor, sendo um procedimento de extrema importância para evitar uma série de complicações nutricionais e de saúde. Este processo consiste na inserção de um tubo diretamente no estômago, fornecendo suporte nutricional essencial para aqueles que enfrentam dificuldades específicas relacionadas a esses distúrbios.


Um dos benefícios mais evidentes da gastrostomia é a prevenção de baixo peso e desnutrição. Crianças com transtornos neuromusculares e atraso motor muitas vezes têm dificuldades em se alimentar de maneira convencional, o que pode resultar em uma ingestão inadequada de nutrientes essenciais. A gastrostomia oferece uma via segura e eficaz para garantir a nutrição adequada, contribuindo para o desenvolvimento saudável e crescimento adequado.


Outra complicação significativa que a gastrostomia ajuda a evitar é a broncoaspiração, um fenômeno no qual substâncias como alimentos ou líquidos entram nos pulmões, podendo levar a complicações respiratórias graves. A presença do tubo gástrico proporciona uma maneira mais controlada e segura de administrar a alimentação, minimizando o risco de aspiração. Crianças que não tem TODOS os sinais de prontidão para introdução de alimentos sólidos correm risco de broncoaspiração.


O refluxo gastroesofágico é outra preocupação comum em crianças com transtornos neuromusculares e atraso motor. A gastrostomia auxilia na prevenção desse problema, proporcionando um método mais direto de alimentação que minimiza a ocorrência de refluxo, contribuindo para a saúde gastrointestinal a longo prazo.


Pneumonias aspirativas de repetição são frequentemente observadas em crianças com dificuldades de deglutição. A gastrostomia reduz significativamente a probabilidade dessas complicações pulmonares, minimizando a entrada de alimentos ou líquidos nas vias respiratórias e, assim, prevenindo episódios recorrentes de pneumonia aspirativa.


Além dos benefícios diretos para a saúde, a gastrostomia tem o potencial de evitar hospitalizações frequentes devido a problemas pulmonares, incluindo a necessidade de internações em unidades de terapia intensiva e ventilação mecânica. Essa redução nas hospitalizações não apenas alivia o sofrimento do paciente e de sua família, mas também contribui para uma melhor qualidade de vida.


A preocupação com o óbito precoce é significativamente reduzida com a implementação da gastrostomia, pois o suporte nutricional adequado desempenha um papel vital na manutenção da saúde e na prevenção de complicações graves.


A desidratação é mais um problema que pode ser evitado com a gastrostomia, uma vez que a administração controlada de líquidos é facilitada através desse método, garantindo a hidratação adequada para o organismo.

Além disso, a gastrostomia oferece a oportunidade de fornecer aporte adequado de macronutrientes e micronutrientes, evitando deficiências nutricionais que podem afetar o desenvolvimento físico, cognitivo e psicológico da criança.


É crucial destacar que a plasticidade neurológica, que desempenha um papel fundamental no desenvolvimento infantil, depende diretamente de um estado nutricional adequado. Portanto, a gastrostomia não apenas previne complicações imediatas, mas também cria as condições ideais para o desenvolvimento global da criança, promovendo não apenas a saúde física, mas também aspectos cognitivos e emocionais.


A implementação da gastrostomia deve ser acompanhada por um rigoroso acompanhamento nutricional para garantir que as necessidades específicas de cada criança sejam atendidas. A abordagem multidisciplinar, envolvendo profissionais de saúde, familiares e cuidadores, é essencial para o sucesso desse procedimento e para proporcionar uma vida plena e saudável para as crianças com transtornos neuromusculares.



Dra. Valéria Gandolfi Geraldo

Pediatria - Neurologia Pediátrica

CRM-SP: 105.691 / RQE: 26.501-1

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page