top of page
  • Foto do escritorClinica NeuroGandolfi

Além dos Medicamentos: Estratégias Não Medicamentosas com Evidências para o Tratamento do TDAH



Além dos Medicamentos: Estratégias Não Medicamentosas com Evidências para o Tratamento do TDAH


O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é uma condição complexa que demanda uma abordagem transdisciplinar. Além dos medicamentos, existem estratégias não medicamentosas respaldadas por evidências que podem desempenhar um papel crucial no gerenciamento do TDAH. Vamos explorar algumas dessas estratégias que oferecem uma abordagem integral para melhorar a qualidade de vida de quem vive com o TDAH.


1. Abordagem Comportamental:

  • Intervenção Baseada na ciência ABA (Análise do Comportamento Aplicada): A Análise do Comportamento Aplicada (ABA) é uma intervenção eficaz que se concentra em reforçar comportamentos desejados, ensinar habilidades sociais e melhorar o autocontrole. Intervenções baseadas em ABA têm demonstrado melhorias significativas no comportamento de crianças com TDAH.

  • Intevenção Baseada em TCC (Terapia Congnitivo Comportamental)/Estratégias de Instrução: A Terapia Cognitiva Comportamental (TCC) é uma intervenção que se concentra à melhorar as características desadaptativas das crianças com TDAH, desenvolver suas habilidades e potencialidades, treino de habilidades sociais e  manejo de comportamentos interferentes.

2. Estimulação Cognitiva:

  • Treinamento Cognitivo: O treinamento cognitivo, incluindo jogos que visam melhorar funções executivas como memória de trabalho e controle inibitório, mostrou-se benéfico para pessoas com TDAH. Essas intervenções visam fortalecer as habilidades cognitivas subjacentes.

3. Estratégias Educacionais:

  • Ambientes Estruturados: A criação de ambientes educacionais estruturados e organizados é vital para crianças com TDAH. Rotinas consistentes e instruções claras ajudam a minimizar distrações e facilitam o foco nas tarefas.

4. Intervenções Psicoeducacionais:

  • Treinamento Parental: Capacitar os pais com estratégias eficazes para lidar com o comportamento de seus filhos pode ser transformador. Programas de treinamento parental baseados em evidências mostraram melhoria na gestão do TDAH em crianças.

5. Atividade Física:

  • Exercício Regular: A prática regular de atividade física tem efeitos positivos no TDAH. Estudos indicam que o exercício pode melhorar a atenção, a impulsividade e o funcionamento executivo em crianças e adultos com TDAH.

6. Abordagem Integral do TDAH:

  • Medicina Integrativa e Funcional no TDAH: Abordar o TDAH como um todo, considerando não apenas os comportamentos, mas também os fatores nutricionais, imunológicos, alérgicos, neurológicos, genéticos, inflamatórios, infecciosos, gastrointestinais,  sociais e emocionais que impactam sua saúde.

7. Apoio Social:

  • Grupos de Apoio: Participar de grupos de apoio pode oferecer um espaço para compartilhar experiências, estratégias e recursos. O apoio social é crucial para quem vive com TDAH.

8. Uso de Tecnologia:

  • Aplicativos de Gerenciamento: Aplicativos e ferramentas de gerenciamento do tempo podem auxiliar na organização diária e no acompanhamento de tarefas, beneficiando aqueles com TDAH.


Ao adotar uma abordagem abrangente que integra essas estratégias não medicamentosas, é possível maximizar os benefícios do tratamento do TDAH. É importante personalizar a intervenção, considerando as necessidades específicas de cada indivíduo. Com uma abordagem equilibrada, podemos oferecer suporte significativo a pessoas com TDAH em sua jornada de desenvolvimento e bem-estar.


Dra. Valéria Gandolfi Geraldo

Pediatria - Neurologia Pediátrica

CRM-SP: 105.691 / RQE: 26.501-1

2 visualizações0 comentário
bottom of page