top of page
  • Foto do escritorClinica NeuroGandolfi

Estimulando a Comunicação: Dicas para Bebês de 12 a 18 Meses


Estimulando a Comunicação: Dicas para Bebês de 12 a 18 Meses

Os primeiros anos de vida são cruciais para o desenvolvimento da linguagem e comunicação nos bebês. Entre 12 e 18 meses, os pequenos estão em uma fase dinâmica de descobertas e aprendizados, e é nesse período que os cuidadores desempenham um papel fundamental ao estimular suas habilidades de comunicação. Vamos explorar algumas dicas valiosas para promover uma interação rica e saudável com os bebês nessa faixa etária.


1. Reforce as Vocalizações e Movimentos:

A comunicação nessa fase inicial se manifesta frequentemente por meio de vocalizações e movimentos. Toda vez que o bebê emitir sons ou realizar movimentos, é fundamental reforçar positivamente. Converse com ele, toque-o suavemente, sorria e elogie. Essas interações positivas ajudam a criar uma base sólida para o desenvolvimento da linguagem.


2. Descreva Atividades do Cotidiano:

As atividades do dia a dia proporcionam oportunidades valiosas para estimular a linguagem. Ao trocar fraldas, alimentar, vestir ou realizar qualquer outra tarefa cotidiana, descreva verbalmente o que está acontecendo. Isso não apenas expõe o bebê a uma variedade de palavras, mas também estabelece uma conexão entre as palavras e as ações associadas.


3. Enriqueça Atividades Diárias com Vocalizações:

Os momentos do banho, vestir-se, comer e outras atividades diárias podem se tornar ricos em vocalizações. Use uma linguagem animada e envolvente para descrever cada passo. Essa prática não só estimula a compreensão da linguagem, mas também fortalece o vínculo emocional entre o cuidador e o bebê.


4. Estimule o Contato Visual durante as Brincadeiras:

Quando o bebê estiver envolvido em uma brincadeira, emita vocalizações para atrair sua atenção. Estimular o contato visual é crucial para o desenvolvimento da comunicação e a construção de um relacionamento seguro. Crie jogos simples que envolvam trocas de olhares e risos para tornar esses momentos ainda mais especiais.


5. Ensine o Uso do Dedo Indicador para Indicação:

Quando o bebê quiser algo, ensine-o a apontar com o dedo indicador para o objeto desejado. Isso não apenas ajuda na comunicação, mas também desenvolve habilidades motoras finas. Responda positivamente quando o bebê realizar essa ação, incentivando a prática.


6. Brinque de Imitação:

A imitação é uma poderosa ferramenta de aprendizado. Brinque de imitar movimentos e ações, tanto com quanto sem objetos. Essa prática não apenas fortalece a conexão entre cuidador e bebê, mas também incentiva a imitação por parte do bebê, o que é crucial para o desenvolvimento da linguagem.


7. Explore Livros Ilustrados e Canções Infantis:

Introduza livros ilustrados e canções infantis na rotina do bebê. Leia para ele com entusiasmo, apontando para as imagens e usando variações na entonação. Cantar canções infantis também é uma excelente maneira de envolver o bebê na linguagem de uma forma alegre e interativa.


8. Brinque com Vocalizações Conhecidas:

Explore vocalizações conhecidas, como imitar sons de animais, veículos e outros objetos do ambiente. Essas atividades não apenas ampliam o vocabulário do bebê, mas também promovem a diversão e a interação.


Cuidado com o Tempo de Tela e Brinquedos Interativos:

Lembre-se de que o tempo de tela é desencorajado até os 2 anos de idade. Priorize interações face a face e experiências sensoriais reais. Se optar por brinquedos interativos, escolha aqueles que emitem luz e som apenas quando o adulto está ensinando algo ao bebê. Isso promove uma abordagem mais educativa e direcionada.


Conclusão: Nutrindo o Desenvolvimento da Comunicação:

Ao seguir essas dicas, os cuidadores podem criar um ambiente estimulante que favorece o desenvolvimento da comunicação nos bebês de 12 a 18 meses. A comunicação é uma habilidade fundamental que é cultivada desde os primeiros meses de vida, e a interação positiva e afetuosa desempenha um papel crucial nesse processo.


Sugestões de leitura:



Dra. Valéria Gandolfi Geraldo

Pediatria - Neurologia Pediátrica

CRM-SP: 105.691 / RQE: 26.501-1

7 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page