top of page
  • Foto do escritorClinica NeuroGandolfi

O Ciclo Vicioso das Dores de Cabeça: Riscos do Uso Abusivo de Analgésicos e a Importância da Abordagem Multidisciplinar


O Ciclo Vicioso das Dores de Cabeça: Riscos do Uso Abusivo de Analgésicos e a Importância da Abordagem Multidisciplinar

O uso abusivo de analgésicos é um fenômeno que afeta muitas pessoas, frequentemente de forma inadvertida. No contexto das dores de cabeça, é comum que indivíduos, ao experimentarem esse incômodo, busquem alívio imediato por meio do consumo desses medicamentos. Contudo, o que aparenta ser uma solução rápida pode evoluir para um ciclo vicioso prejudicial.


A dor de cabeça, apesar de ser um sintoma comum, não deve ser negligenciada ou tratada superficialmente. O hábito de recorrer constantemente a analgésicos para alívio imediato pode desencadear um ciclo prejudicial. Inicialmente, a pessoa pode enfrentar uma dor de cabeça, ingerir um analgésico e experimentar um alívio temporário. Essa sequência pode se repetir ao longo de alguns dias, até que a dor de cabeça retorne. Nesse ponto, a pessoa novamente recorre aos analgésicos, dando início a um ciclo contínuo.


O problema desse ciclo vai além da simples redução da eficácia do analgésico no organismo. O uso constante e abusivo desses medicamentos pode contribuir para a intensificação das dores de cabeça e desencadear complicações adicionais. Isso ocorre porque, ao tratar apenas superficialmente a dor de cabeça, sem abordar suas causas subjacentes, a pessoa não está lidando efetivamente com o problema.


É fundamental compreender que a dor de cabeça pode ser um sintoma decorrente de diversos problemas subjacentes, como estresse, problemas de visão, distúrbios do sono ou até mesmo condições médicas mais sérias. Ao tratar apenas os sintomas, sem investigar a origem da dor, corre-se o risco de adotar um tratamento ineficaz e perpetuar o ciclo de uso abusivo de analgésicos.


Diante de dores de cabeça frequentes, é essencial buscar orientação profissional. O padrão de três ou mais crises de cefaleia por mês já é considerado preocupante, indicando a necessidade de avaliação médica. Profissionais de saúde, como médicos e neurologistas, podem realizar uma análise minuciosa do histórico do paciente, identificar possíveis causas subjacentes e desenvolver um plano de tratamento adequado.


Conscientizar as pessoas sobre os riscos do uso excessivo de analgésicos é crucial, incentivando a busca por soluções mais abrangentes para lidar com as dores de cabeça.


A abordagem multidisciplinar, que envolve profissionais de saúde, pode proporcionar estratégias mais eficazes para o gerenciamento das dores de cabeça e a melhoria da qualidade de vida. É essencial destacar a importância de compreender e tratar as causas subjacentes, visando uma abordagem mais integral e duradoura para o alívio das dores de cabeça.!



Dra. Valéria Gandolfi Geraldo

Pediatria - Neurologia Pediátrica

CRM-SP: 105.691 / RQE: 26.501-1

0 visualização0 comentário
bottom of page