• Clinica NeuroGandolfi

Não existe Leite materno Fraco!

Atualizado: Mai 26


Mamãe preste atenção: NÃO EXITE LEITE MATERNO FRACO E POTO FINAL!

Não existe leite materno fraco. O leite materno é o ideal para o seu bebê.

A afirmação acima não pode ser mais verdadeira. A natureza nos fez perfeitas. O seu leite é simplesmente perfeito para o SEU bebê!

Os anticorpos presentes no leite materno são dirigidos a inúmeros microorganismos com os quais a mãe entrou em contato durante toda sua vida, representando um tipo de repertório imunológico próprio de cada mulher.

Além de anticorpos, o leite humano possui substâncias com ação oxidante contra as bactérias, também agindo como antimicrobiano.

As mães de prematuros apresentam ainda leite com características diferenciadas já que seus bebês são mais sensíveis do que aqueles nascidos no momento certo: - Maior quantidade de anticorpos, principalmente do tipo IgA, que ajudam na proteção contra doenças gastrointestinais;

-Maior concentração de lisozima - enzima com ação bactericida; - Maior concentração de lactoferrina - uma de suas funções é diminuir a biodisponibilidade no ambiente intestinal dos íons ferro, que são essenciais para a multiplicação de microorganismos patogênicos no organismo do bebê.

Os estudos mostram que o aleitamento materno, ainda que complementado, trás inúmeros benefícios imunológicos. Crianças amamentadas ao seio por mais tempo tem menores riscos de doenças gastrointestinais, infecções respiratórias e mesmo desenvolvimento de alergias.

Esta história de que depois de 6 meses de idade leite do peito vira água é apenas história, ok? Os anticorpos e os muitos outros benefícios continuam lá para o seu bebê!!

Você sabia? O leite materno contém 80% de água.


Por isso lembre-se: mesmo nos dias de calor, para os bebês em aleitamento materno exclusivo, não há necessidade da oferta de água ou chás.

Aliás, chás oferecidos antes dos 12 meses de idade podem aumentar o risco de alergias alimentares.

Além disso, um estômago tão pequeno, se preenchido com frequência por água e chás vai acabar consumindo menos leite, logo, o bebê terá uma dieta menos nutritiva.

Então, enquanto estiver em aleitamento exclusivo, dê apenas o leite.

Bebês amamentados com fórmula também não precisam de água, exceto casos excepcionais de constipação intestinal (prisão de ventre), onde uma pequena porção ao dia pode ajudar. Converse com o pediatra nestes casos.

NÃO EXITE LEITE MATERNO FRACO. MÃE, O SEU LEITE É O IDEAL PARA O SEU BEBÊ!

Uma das grandes preocupações das mamães é se o leite materno está "fraco"! Fique tranquila, e tire essa preocupação do seu dia a dia. O leite materno é sempre a melhor fonte de alimentação para seu bebê e sempre estará de acordo com as necessidades, variando sua composição de acordo com a idade do bebê! Além disso o leite materno é muito importante para a defesa contra infecções! Leite fraco? Não existe! O que pode acontecer são variações na quantidade de leite, normalmente transitórias e com apoio, paciência e perseverança você consegue dar esse amor em forma de leite para o seu bebê!

Uma situação muito comum que as mamães passam são os chamados saltos de crescimento. Muitas vezes, só sabemos que ele ocorreu quando acaba. Os saltos de crescimento são extremamente comuns na vida de um bebê, principalmente no primeiro ano de vida. Podem ser mais longos do que imaginamos e dá uma canseira danada! Por insegurança, falta de experiência e desinformação, muitas mães acabam achando que o seu leite não sustenta, e acabam introduzindo complemento. Na verdade, os saltos de crescimento são um ponto crítico da amamentação de um bebê, em que a mãe precisa de muito apoio e ajuda para continuar firme!

Vamos entender então porque eles ocorrem, quando ocorrem e o que fazer quando passar por eles!

O que é um salto de crescimento? Um salto de crescimento nada mais é do que um momento em que o bebê está crescendo mais rapidamente, ou está passando por alguma aquisição no seu desenvolvimento e necessita de muito mais energia que o habitual para isso. Lembra da fome dos adolescentes quando estão passando pela fase da puberdade? Num bebê, é mais ou menos por aí, porém muito mais intenso e frequente! O apetite dos bebês nessa fase é voraz (e coloca voraz nisso) e parecem que querem mamar toda hora. O sono do bebê e a rotina nessa fase também pode ficar extremamente bagunçada e difícil. Os saltos podem durar dias a semanas, e o grande segredo é permanecer firme e atender à demanda do seu bebê!

No salto, o bebê mama com mais frequência, e isso acontece para que o corpo da mãe também consiga se adaptar à nova demanda do bebê, com o aumento da sua produção. A produção de leite é regulada pelo grau de esvaziamento da mama, ou seja, pelo quanto o bebê mama no peito. Quanto mais o bebê mama, mais irá produzir. Assim, quando seu bebê mama a todo momento nessa fase, ele está dizendo ao seu corpo: produza mais leite! Pode demorar alguns dias para ocorrer esse ajuste, e aguentar firme nessa fase é importante.

Quando os saltos de crescimento ocorrem? Os momentos mais comuns de ocorrerem saltos de crescimento são durante os primeiros dias de vida do bebê, e por volta dos 7 a 10 dias, entre 2 e 3 semanas, 4 a 6 semanas, 3 meses, 4 meses, 6 meses e 9 meses. Ufa! Deu para perceber que é algo bem frequente nos primeiros dias de vida né? Claro que esses períodos não são exatos e bebês não leem calendários, mas o mais importante é estar atento a mudanças de comportamento do seu bebê. Outros saltos também podem acontecer após o primeiro ano, e a mãe pode notar que eles virão em alguns momentos na infância e adolescência também.

Quanto tempo os saltos de crescimento duram? Saltos costumam durar em seu período de ápice e de dias mais agitados, 2 a 3 dias, podendo se estender por uma semana ou mais. Muitas vezes o bebê emenda um salto no outro, com apenas alguns dias de calmaria (tenso nível hard!).

Como lidar com os saltos de crescimento da melhor forma?

  • Siga seus instintos maternos. Esteja perto de seu filho e passe o dia todo grudadinho nele. Essa é a melhor forma de passar pelo salto de crescimento. Deixe seu corpo responder à demanda do seu bebê. Empodere-se!

  • Preste atenção naquilo que seu bebê está dizendo. Procure entender o seu bebê, e ler aquilo que ele precisa. Fique junto dele o tempo todo.

  • Peça ajuda para outras pessoas. Se conseguir, peça para alguém te ajudar com o serviço de casa. Tenha alguém para te ajudar a fazer a comida e outras coisas. Deixe seu marido dar o banho no bebê. Aprenda a delegar coisas.

  • Descanse quando o bebê descansar. Alimente-se bem e tome muita água!

  • Siga aquilo que seu bebê pedir. O bebê irá automaticamente conseguir mais leite ao amamentar com mais frequência, e sua produção de leite também irá aumentar com o aumento da demanda. Complementar com fórmula nesses dias é dizer ao seu corpo que não há necessidade de produzir mais!

  • Procure apoio de pessoas que possam ajudá-la nessa fase. Pode ser da mãe, do pai ou companheiro, da dinda, da amiga e de grupos de apoio! É importante saber que você não está sozinha nessa. Procure ajuda especializada se precisar!

E como tem sido por aí? Você já passou por algum salto de crescimento? Compartilhe com a gente sua experiência!

PEITO É FÁBRICA E NÃO ESTOQUE!

Até 80% do leite materno é produzido DURANTE a mamada. Isto significa que peito "murcho" não quer dizer falta de leite, mas uma demanda ajustada as necessidade do bebê. Uma demanda ajustada é o ideal e o mais confortável para mãe e bebê.


NÃO EXISTE LEITE MATERNO FRACO. EXISTE OPINIÃO DESINFORMADA!

Então não perca a confiança em você mesma e no seu corpo por conversinha de gente que não sabe o que diz.

Empodere-se, o seu leite é o melhor do mundo para o seu filho.


ATENÇÃO: Esta postagem não tem o objetivo de substituir a consulta pediátrica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente ele pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos.

#cuidadoscomcrianca #sercrianca #mamaecuida #papaicuida #maternidadeativa #maternidadereal #falapediatra #orgulhodapediatria


Dra. Valéria Gandolfi Geraldo

Pediatria - Neurologia Pediátrica

CRM-SP: 105.691 / RQE: 26.501-1


LEIA TAMBÉM:

Amamentação na primeira hora de vida: a melhor boas vindas ao bebê!


Tratamento da migrânea na gravidez e lactação: o que precisamos saber?


O ciclo de problemas: chupeta, mamadeira e baixa produção de leite materno.


É possível amamentar gêmeos exclusivamente?


Pode amamentar doente?


Quando não amamentar? Razões médicas REAIS que impedem a amantação


Amamentação em tandem: o que é e dez dicas para dar certo!


Amamentação é a base da vida!!


NÃO SE DEVE FAZER AMAMENTAÇÃO CRUZADA!


O que é mastite e como tratar este problema na amamentação?


Amamentação e Medicamentos


Chocolate & Amamentação


Após um ano de idade, amamentar? Sim! E o leite rico em DHA.


Amamentar emagrece mesmo ou é mito?


Grávida pode continuar amamentando?


Amamentação e legislação


A amamentação natural é o primeiro aparelho ortodôntico funcional da criança!

O papel dos irmãos e como eles podem auxiliar (ou não) no processo de amamentação!


Amamentação e alimentação materna: O que realmente é verdade?


Amamentação: procedimentos de beleza permitidos e proibidos.


A pega correta para amamentação!


Mitos sobre amamentação!


Tempo de esvaziamento da Mama: Relógio e Amamentação não combinam!


Amamentação prolongada: saiba os benefícios para a saúde da mãe e da criança.


Amamentação e Bactérias Intestinais: como a microbiota da mãe coloniza o intestino do bebê.


Cuidados com a mama durante a amamentação.


Amamentar no peito deitada pode? Quais as posições de amamentação?


A amamentação do meu bebê está sendo suficiente?

O papel do pai na amamentação


Dia Nacional de Doação de Leite Materno: 19 de maio.


Leite Materno: tempo de conservação.


Como ordenhar leite materno?


Colostro também é leite, sustenta e é a vacina da natureza para o bebê!

0 visualização

Rua Dr. Pedro Costa, 483 - 3o. andar, sala 32, Centro, Taubaté - SP

CEP: 12.010-160  -  Tel: (12)-3621.4846 / Celular e whatsApp: (12) 97401. 8970  

E-mail: neurogandolfi@hotmail.com  -  Atendimento secretaria: Segunda a sexta das 9h às 16h

©  2020 por Clínica Neurológica Gandolfi.

  • Autismo na web
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon