• Clinica NeuroGandolfi

O desenvolvimento do bebê no quinto e sexto mês.

Atualizado: Jan 12


Quais objetos podem estimular o desenvolvimento do bebê?

Seu filho já está com vontade de dizer "Mãe, ficou ótimo esse corte de cabelo em você". Mas na verdade você vai ouvir isso em formas de “agu”, “adá”, um olhar mais atento, como se estivesse analisando o que há de diferente. É, seu bebê já identifica mudanças no ambiente e consegue saber, por exemplo, se você cortou o cabelo, pintou as unhas ou simplesmente mudou um móvel de lugar.

  • Corpo: A partir do quinto mês o bebê começa a rolar pela cama, o que requer ainda mais cuidado dos pais. Além disso, embora ainda precise de apoio de sofás ou travesseiros, ensaia sentar sozinho.

  • Saúde: Tudo o que pegam, levam à boca. Portanto, é importante oferecer objetos limpos e que sejam apropriados para idade.

  • Brinquedos: Brinquedos caros e elaborados nem sempre fazem sucesso. É aquela história de que criança muito pequena gosta mais da embalagem que do que vem dentro. Nessa fase, uma bolinha grande e até mesmo uma caixa de sapato podem distrair seu bebê durante um bom tempo.

  • Alimentação: A partir do sexto mês, outros alimentos, como frutas e papas salgadas, devem ser introduzidos aos poucos, com a orientação de um pediatra. O suco de fruta não é indicado antes dos 12 meses de vida. Nessa fase, é a fruta mesmo in natura que deve ser oferecida. Porém, o leite ainda continua sendo essencial para a alimentação.

  • Comunicação: Seu filho já sabe o próprio nome e atende quando é chamado, virando-se. Ele também está mais atento ao seu tom de voz e pode até chorar caso sua voz soe séria ou ríspida demais.


O desenvolvimento do bebê aos 6 meses.


E chegamos ao sexto mês no desenvolvimento do bebê, e agora será que ele já fala papai? mamãe? Come alimentos sólidos? Como será a interação com os familiares de acordo com os marcadores da idade.


O que a maioria dos bebês faz aos 6 meses?


Importante saber que cada bebê é de um jeito e atinge certos marcos de desenvolvimento no seu próprio ritmo. Essas etapas. aqui apresentadas, são apenas referências.


O desenvolvimento não é igual para todos os bebês, eles podem se desenvolver mais em alguns aspectos e menos em outros. Em caso de dúvidas sobre o desenvolvimento do seu filho, converse com o pediatra.


(1) Desenvolvimento Social e Emocional:

  • Conhece rostos familiares e começa a saber se alguém é um estranho.

  • Gosta de brincar com os outros, especialmente com os pais.

  • Responde às emoções de outras pessoas e muitas vezes parece feliz.

  • Gosta de olhar para si mesmo em um espelho.

(2) Desenvolvimento de Linguagem / Comunicação:

  • Responde a sons fazendo sons.

  • Junta as vogais ao balbuciar (“aa”, “ee”, “oo”) e gosta de revezar com os pais ao fazer sons.

  • Responde ao próprio nome.

  • Faz sons para mostrar alegria e desagrado.

  • Começa a dizer sons consonantais (balbuciando com “m”, “b”).

(3) Desenvolvimento Cognitivo (aprendizado, pensamento, resolução de problemas)

  • Olha em volta para as pessoas e objetos nas proximidades.

  • Leva coisas à boca.

  • Mostra curiosidade sobre as pessoas e objetos e tenta pegar os objetos que estão fora de alcance.

  • Começa a passar os objetos de uma mão para outra.

(4) Movimento / Desenvolvimento Físico:

  • Rola em ambas as direções (de frente para costas, de costas para frente).

  • Começa a sentar sem apoio.

  • Quando em pé, suporta o peso nas pernas e pode balançar.

  • Balança para frente e para trás, às vezes engatinhando para trás antes de avançar.

Estimule cedo e fale com o médico do seu filho, se ele aos 6 meses de vida:
  • Não tenta pegar objetos que estão próximos.

  • Não demonstra afeto por cuidadores e/ou pessoas familiares.

  • Não responde aos sons emitidos próximos a ele.

  • Tem dificuldade em levar as objetos à boca.

  • Não faz sons de vogais (“aa”, “ee”, “oo”).

  • Não rola em nenhuma direção.

  • Não ri ou dá gritinhos ou dá risadas ou faz expressões alegres.

  • Parece muito rígido, com músculos tensos.

  • Parece muito mole, como uma boneca de pano.

  • Perdeu habilidades que já possuía.

Informe o médico do seu filho se você notar qualquer um desses sinais de possível atraso no neurodesenvolvimento para essa idade. As crianças são avaliadas para o desenvolvimento geral usando ferramentas padronizadas e validadas no Brasil.



Estas avaliações são feitas em todas as consultas pediátricas ou sempre que os pais tiverem uma preocupação. Sempre pergunte ao médico do seu filho sobre a avaliação do neurodesenvolvimento.

Avalie todas as etapas de desenvolvimento da criança, diagnósticos precoces sempre oferecem melhores resultados em tratamentos e terapias.

ATENÇÃO: Esta postagem não tem o objetivo de substituir a consulta médica. Somente o médico tem condições de avaliar caso a caso e somente ele pode orientar o tratamento e a prescrição de medicamentos ou vacinas.


LEIA TAMBÉM:

O desenvolvimento do bebê mês a mês: de 1 a 6 meses.

O desenvolvimento do bebê mês a mês: de 7 a 11 meses.

O desenvolvimento do bebê no quarto mês.

O desenvolvimento do bebê no terceiro mês.

O desenvolvimento do bebê no segundo mês de vida.

O desenvolvimento do bebê no primeiro mês.

O papel do pediatra no diagnóstico do Autismo


#autismo #autismoinfantil #autismoerealidade #autismonaotemcara #autista #autismobrasil #maedeautista #maternidade #mamaecuida #papaicuida #sercrianca #maternidadereal #sermae #cuidadosnainfancia #criançasegura #crianças #maternidade #cuidadosinfantis #cuidados #falapediatra #orgulhodapediatria

Dra. Valéria Gandolfi Geraldo

Pediatria - Neurologia Pediátrica - Desenvolvimento e Comportamento Infantil

CRM-SP: 105.691 / RQE: 26.501-1

0 visualização

Rua Dr. Pedro Costa, 483 - 3o. andar, sala 32, Centro, Taubaté - SP

CEP: 12.010-160  -  Tel: (12)-3621.4846 / Celular e whatsApp: (12) 97401. 8970  

E-mail: neurogandolfi@hotmail.com  -  Atendimento secretaria: Segunda a sexta das 9h às 16h

©  2020 por Clínica Neurológica Gandolfi.

  • Autismo na web
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon