top of page
  • Foto do escritorClinica NeuroGandolfi

Desvendando a Disgrafia: Quando a Caligrafia Revela Desafios na Psicomotricidade

Atualizado: 24 de jan.


Desvendando a Disgrafia: Quando a Caligrafia Revela Desafios na Psicomotricidade

A disgrafia, um transtorno da psicomotricidade, surge como um desafio significativo para crianças, impactando diretamente a qualidade de sua caligrafia. Neste texto, exploraremos o universo da disgrafia, compreendendo suas nuances, identificando indicadores e destacando a importância de intervenções multidisciplinares para superar essas dificuldades.


Atualmente, a Disgrafia é denominada de Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita (CID 10: F81.1, considerando a nova CID 11: 6A03.1).


DSM5-TR:

CID 10: F81.1, considerando a nova CID 11: 6A03.1: Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita:

  • Englobando dificuldades na precisão na ortografia (Disortografia)

  • Englobando dificuldades na precisão na gramática e na pontuação (Disortografia)

  • Englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita (Disgrafia)

Entendendo o Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita:

O Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita  é um transtorno que interfere na capacidade de controlar e dirigir o lápis ou a caneta para escrever de forma legível e organizada. Este transtorno do neurodesenvolvimento não está relacionado à falta de conhecimento das letras, mas sim à dificuldade em expressar esse conhecimento de maneira clara no papel. Crianças com Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita, frequentemente apresentam problemas na coordenação motora fina, afetando diretamente a qualidade e a organização de sua escrita.


Indicadores Principais do Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita:
  1. Lentidão na Escrita: Crianças com Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita, muitas vezes escrevem de maneira mais lenta do que seus colegas. A tarefa de coordenar os movimentos finos necessários para a escrita pode demandar mais tempo.

  2. Letra Ilegível: A ilegibilidade da letra é uma característica marcante do Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita. As letras podem ser distorcidas, malformadas e difíceis de serem identificadas, dificultando a compreensão do que foi escrito.

  3. Escrita Desorganizada: O Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita,  também se manifesta na desorganização da escrita. As palavras podem estar agrupadas de maneira confusa, prejudicando a fluidez e a coesão do texto.

  4. Traços Irregulares: A irregularidade nos traços é evidente na escrita de crianças com Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita. Linhas tortas, oscilações na espessura das letras e falta de fluidez nos movimentos são comuns.

  5. Desorganização nos Textos: Crianças com Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita, frequentemente não observam as margens e não conseguem manter uma organização adequada na distribuição do texto na página.

  6. Desorganização de Formas: O Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita, pode levar a uma desorganização nas formas das letras, com variações extremas de tamanho, resultando em letras muito grandes ou muito pequenas.

Intervenção Multidisciplinar:

Para abordar eficazmente o Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita, uma abordagem multidisciplinar é fundamental. Uma equipe composta por profissionais, como psicopedagogos, psicomotricistas, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, pode colaborar para entender as necessidades específicas da criança e desenvolver estratégias personalizadas.


Tratamento e Possibilidades de Melhora:
  1. Exercícios de Coordenação Motora: Atividades direcionadas para aprimorar a coordenação motora fina são essenciais. Exercícios específicos podem ajudar a melhorar o controle do lápis ou da caneta.

  2. Treino da Pega do Lápis: Corrigir a forma como a criança segura o lápis é crucial. A implementação de técnicas e exercícios para promover a pega correta pode contribuir para uma escrita mais fluida.

  3. Estratégias para Organização do Texto: Introduzir estratégias para organizar o texto, como o uso de linhas guias, pode auxiliar na melhoria da organização espacial da escrita.

  4. Estímulo à Expressão Oral: Trabalhar na expressão oral pode ser uma abordagem complementar. Fortalecer a capacidade de expressar ideias verbalmente pode influenciar positivamente a expressão escrita.


Conclusão: Desafiando o Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita, para Alcançar uma Escrita Firme:

O Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita, não é um obstáculo insuperável, especialmente quando abordada por uma equipe multidisciplinar comprometida. Com intervenções personalizadas, exercícios direcionados e estratégias específicas, as crianças com Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízo na expressão escrita, englobando dificuldades na precisão na clareza ou organização da expressão escrita, podem desenvolver uma escrita mais firme e adequada. A compreensão profunda desse transtorno neurobiológico é a chave para proporcionar apoio significativo e criar oportunidades para que essas crianças alcancem todo o seu potencial na jornada educacional.



Dra. Valéria Gandolfi Geraldo

Pediatria - Neurologia Pediátrica

CRM-SP: 105.691 / RQE: 26.501-1

34 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page