Buscar
  • Clinica NeuroGandolfi

Síncope: assemelha-se a uma crise epiléptica, mas não é!

Atualizado: 17 de Nov de 2020


▶️ Sincope é um desmaio ou perda temporária e súbita de consciência e do tônus postural, com queda ao solo, causada por diminuição rápida e acelerada do fluxo de sangue que sai do coração em direção ao cérebro, com recuperação espontânea e sem sequelas neurológicas.


⚠️ Os casos de desmaios são 75 % das vezes de etiologia cardíaca, 24% endócrino-metabólicas e 1% neurológicas.


⚠️Uma parcela de pessoas com diagnóstico de epilepsia e em uso de droga anti-crise, na verdade, são pessoas com síncope. Durante uma crise de síncope, a pessoa pode apresentar abalos musculares, que podem mimetizar uma crise epiléptica, mas não são. Uma anamnese detalhada é fundamental para o correto diagnóstico.


🤔O diagnóstico diferencial de síncope (cardiogênica, ortostática/postural ou neuromediada) e crise epiléptica não é simples e, se baseia, em uma anamnese muito minuciosa.


❌NÃO se solicita de rotina Eletroencefalograma (EEG) ou Mapeamento cerebral. O EEG pode ser normal em pacientes epilépticos e ser alterado naqueles sem. Ele só deve ser indicado nos casos com história muito característica de crise epiléptica.


❌ NÃO se solicita de rotina exames de neuroimagens. Eles só devem ser indicados nos casos com história muito característica de doenças neurológicas.


❎Os exames complementares de rotina de síncope são o Holter 24 horas e o Tilt Test e, se necessário, Mapa 24 horas e Ecocardiograma, dependendo da causa.


⚠️O tratamento é realizado pelo médico cardiologista, podendo incluir medicamentos, medidas não farmacológicas e, em quadros específicos, até marca-passo.


#epilepsia #criseepileptica #sincope #cardiologia #arritmiascardíacas #tilttest


Dra. Valéria Gandolfi Geraldo

Pediatria - Neurologia Pediátrica

CRM-SP 105.691 - RQE: 26.501-1

5 visualizações0 comentário