Buscar
  • Clinica NeuroGandolfi

TDAH: É frequente na infância e adolescência?

Atualizado: Fev 7


➡️ O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurobiológico, englobado dentro da categoria dos transtornos do neurodesenvolvimento. É frequente na infância e adolescência (acomete 5-8% das crianças e adolescentes).


❇️Caracteriza-se por uma tríade comportamental (desatenção, hiperatividade e impulsividade). Os sintomas devem estar presentes antes dos 12 anos de idade e, geralmente, permanecem na vida adulta, em mais da metade dos casos.


👶🏻É mais frequente em meninos do que em meninas (3:1). Tem 3 subtipo: tipo desatento, tipo hiperativo/impulsivo e tipo desatento. O subtipo hiperativo/impulsivo é mais comum em meninos e o desatento em meninas.


👉Pode ter como condição coexistente: Transtorno opositor desafiante (TOD), depressivo, do espectro autista, específico de aprendizagem, de ansiedade e outros.


👉O diagnóstico é clinico e multidisciplinar. Não há exames de neuroimagens, eletroencefalograma e marcadores biológicos para fazer o seu diagnóstico.


⚠️IMPORTANTE: Nem todo individuo que apresenta desatenção, hiperatividade e impulsividade tem TDAH! Os sintomas precisam causar prejuízo significativo em pelo menos dois ambientes sociais da pessoa, como escola e domícilio, e não podem ser melhor explicados por outro transtorno mental e comportamental ou outra causa.


❗️Como todo transtorno do neurodesenvolvimento, as causas são genéticas e fatores ambientais intrauterinos. Não é uma doença, logo, não tem cura, mas tem tratamento para melhorar a qualidade de vida do indivíduo e de todos ao seu redor.


#tdah #deficitdeatencao #hiperatividade #impulsividade #saudementalinfantil #saudementalinfantojuvenil #desenvolvimentoinfantil #transtornodeaprendizagem


Dra. Valéria Gandolfi Geraldo

Pediatria - Neurologia Pediátrica

CRM-SP 105.691 - RQE: 26.501-1

12 visualizações0 comentário