• Clinica NeuroGandolfi

Transtorno do espectro autista (TEA): é possível “sair do espectro”?


➡️3 a 5 % dos autistas, com o tempo, passam a preencher sutilmente os critérios clínicos do DSM-V para Transtorno do espectro autista (TEA).


👉Pelo DSM-V, os critérios clínicos de TEA são “déficits persistentes na comunicação social e na interação social em múltiplos contextos, e padrões restritos e repetitivos de comportamento, interesses ou atividades, atualmente ou por HISTÓRIA PRÉVIA. “


👉 No Instrumento ADI-R (Entrevista Diagnóstica para Autismo Revisada), instrumento diagnóstico de autismo com validação internacional, o algorítimo diagnóstico baseia-se em características que a pessoa tenha apresentado ALGUMA VEZ ou ENTRE 4 A 5 ANOS, portanto, HISTÓRIA PRÉVIA.


👉 No Instrumento ADOS-2 (Protocolo de Observação para Diagnóstico de Autismo), outro instrumento diagnóstico de autismo com validação internacional, as caracteristicas mínimas do TEA são observadas. Como o próprio DSM-V diz, os sintomas podem “ser mascarados por estratégias aprendidas mais tarde na vida”, mas ainda conseguimos observá-los através do ADOS-2.


👉 Portanto, se levarmos em consideração o DSM-V e o ADI-R, não há como "perder o diagnóstico de autismo" ou "sair do espectro", pois nos baseamos na HISTÓRIA ATUAL ou PRÉVIA.


➡️Esses sintomas mínimos do TEA “causam prejuízo clinicamente significativo no funcionamento social, profissional ou em outras áreas importantes da vida do indivíduo no presente”. O indice de transtornos mentais e comportamentais nessa população é muito maior do que na população geral. Falar que uma pessoa “saiu do espectro” não seria capacitismo e acentuar ainda mais esses trantornos mentais e comportamentais?


👉 O TEA não é uma doença, logo, não tem cura. Mas, é possivel ser um adulto funcional e adaptado e ter uma vida plena com o diagnóstico.


👉90% das crianças autistas, com a intervenção precoce adequada , se tornam adultos funcionais.


🧩Não lute pela padronização das pessoas com TEA. Lute para que elas tenham as mesmas possibilidades de escolhas que qualquer outro cidadão.


#autismo #sairdoespectro #curadoautismo #autismobrasil #autismoadulto


Dra. Valéria Gandolfi Geraldo

Pediatria - Neurologia Pediátrica

CRM-SP 105.691 - RQE: 26.501-1

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo