Buscar
  • Clinica NeuroGandolfi

TDAH

Atualizado: 10 de Out de 2020








➡️O novo Guideline da Academia Americana de Pediatria (AAP) oferece diretrizes praticas para manejo do TDAH em crianças e adolescentes de 4 anos a 17 anos e 11 meses.


❗️Recomenda-se o manejo com um modelo de atendimento de paciente crônico multidisciplinar e focado no paciente, incluindo a coordenação do atendimento com o pessoal da escola e terapeutas.


✔️Condições coexistentes precisam ser formalmente avaliadas, como ansiedade, depressão, uso de substâncias, transtornos da linguagem e aprendizado, e gerenciadas diretamente ou com encaminhamentos a fonoaudiólogo educacional, psicopedagogo e terapia ocupacional no contexto escolar e/ou com certificação internacional em integração sensorial.


✔️Para crianças menores de 4 anos de idade com sintomas sugestivos de TDAH, deve-se encaminhar para o treinamento de manejo comportamental para pais, que é uma psicoterapia para crianças e adolescentes realizada com seus pais.


✔️Nas crianças e adolescentes de 4 anos a 17 anos e 11 meses, tratamento deve incluir: treinamento de manejo comportamental para pais e apoios escolares para crianças de 4 a 6 anos; treinamento de manejo comportamental para pais, apoio escolar e medicamentos para crianças de 6 a 12 anos; e apoios escolares, medicamentos e apoios de transição para maiores de 12 anos. Os adolescentes devem ser rastreados quanto ao abuso de substâncias.


⚠️Portanto, não se medica crianças de 4 a 6 anos e muito menos as menores de 4 anos, onde o diagnóstico formal de TDAH ainda não pode ser feito.


⚠️O treinamento de pais, cuidadores e escola se revela um procedimento indispensável e bastante efetivo no tratamento de crianças e adolescentes com TDAH. Temos que deixar de lado a cultura de medicalização a todo custo e nos focarmos em técnicas de modificação de comportamentos, pois isso sim elimina do repertório do sujeito os comportamentos inadequados, generaliza comportamentos adequados e estabelece formas adequadas de agir socialmente.

.

#tdah #mamaecuida #papaicuida #saúde #maecuida #saudenainfancia #transtornodedeficitdeatençãoehiperatividade #saúdeinfantil


Dra. Valéria Gandolfi Geraldo

Pediatria - Neurologia Pediátrica

CRM-SP: 105.691 / RQE: 26.501-1

8 visualizações0 comentário