top of page
  • Foto do escritorClinica NeuroGandolfi

Enxaqueca e Alimentação: Hábitos que Podem Reduzir suas Crises


Enxaqueca e Alimentação: Hábitos que Podem Reduzir suas Crises

A enxaqueca é uma condição debilitante que impacta significativamente a qualidade de vida daqueles que a experienciam. Muitas vezes, a busca por maneiras de evitar ou reduzir a intensidade e frequência das crises leva os indivíduos a explorar diferentes abordagens, incluindo mudanças na alimentação. Este texto destaca a influência da alimentação na enxaqueca e apresenta medidas alimentares que podem auxiliar na prevenção e minimização dessas dores recorrentes.


Quem enfrenta enxaquecas sabe o quão desafiador é lidar com as dores intensas que caracterizam essa condição. No entanto, é possível adotar estratégias alimentares que contribuam para a prevenção ou redução das crises, proporcionando alívio e melhorando a qualidade de vida. Abaixo, apresentamos algumas medidas alimentares que podem ser incorporadas à rotina para esse fim:


1. Realize Refeições em Intervalos Razoáveis:

  • Manter intervalos regulares entre as refeições, garantindo pelo menos cinco ao longo do dia, pode ajudar a manter os níveis de glicose no sangue estáveis, evitando variações que possam desencadear crises.

2. Não Pule Refeições e Tome Café da Manhã Diariamente:

  • Pular refeições, especialmente o café da manhã, pode desencadear episódios de enxaqueca. Estabelecer uma rotina alimentar consistente é fundamental.

3. Hidratação Adequada:

  • O consumo regular de água é crucial para a saúde em geral e pode contribuir para a prevenção de dores de cabeça. Evite refrigerantes e dê preferência a água, sucos naturais e chás sem aditivos artificiais.

4. Evite Cafeína e Bebidas Alcoólicas:

  • A cafeína e o álcool são conhecidos por desencadear enxaquecas em algumas pessoas. Evitar ou moderar o consumo dessas substâncias pode ser benéfico.

5. Escolha Alimentos com Cautela:

  • Evite alimentos ricos em glutamato monossódico, chocolate e produtos lácteos processados. Opte por queijos brancos, maionese, molhos e temperos caseiros.

6. Seja Consciente das Opções Industrializadas:

  • Produtos industrializados frequentemente contêm aditivos e substâncias que podem desencadear enxaquecas. Cozinhar refeições em casa, preferencialmente a partir de ingredientes frescos, é uma escolha mais segura

7. Evite Adoçantes e Alimentos Processados:

  • Adoçantes artificiais, alimentos processados e produtos embutidos são potenciais desencadeadores de enxaqueca. Opte por alimentos naturais e preparações caseiras.

8. Mantenha-se Atento ao Rótulo dos Alimentos:

  • Leia atentamente os rótulos dos produtos alimentícios para evitar substâncias que possam desencadear crises de enxaqueca.

9. Cozinhe em Casa:

  • Evite alimentos pré-embalados e priorize refeições caseiras. Cozinhar em casa permite maior controle sobre os ingredientes e a qualidade da alimentação.

A conscientização sobre a relação entre alimentação e enxaqueca é o primeiro passo para implementar mudanças positivas nos hábitos alimentares. Ao adotar essas medidas, é possível buscar uma abordagem proativa para gerenciar a enxaqueca, minimizando os fatores desencadeadores. É fundamental lembrar que a consulta com um profissional de saúde, como um médico ou nutricionista, pode fornecer orientações personalizadas e direcionadas às necessidades individuais. Que tal iniciar a jornada para mudar seus hábitos alimentares e buscar alívio das crises de enxaqueca?



Dra. Valéria Gandolfi Geraldo

Pediatria - Neurologia Pediátrica

CRM-SP 105.691 - RQE: 26.501-1


Sugestão de Leitura:

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page